29 novembro 2002

hoje quando me encaminhava para a FACUL, observei dois meigos cãezinhos em ritual de ACASALAMENTO, ou seja, o amarelinho COMIA e a pretinha de baixo era devidamente comida. Me encantei com a singeleza daquele momento, em que a natureza e seus rituais instintivos se faz mais forte e o amor entre os CÃES se iguala ao dos humanos. Olhei para baixo, sacudindo a cabeça e dando aquela risadinha de sitcom e quando voltei a olhar DE ESGUELA, o casal em sua fornicação ensandecida, notei, abismado, que o amarelinho agora TOMAVA NO RABO, enquanto o/a pretinho que eu julgava ser uma cadelinha, COMIA o primeiro com a língua resfolegante. Foi quando me dei conta daquele casal homossexual de cães, que faziam uma MEIA. Como depois houve desentendimento por parte dos dois [que passaram a se bicar, um querendo comer o outro], sacudi a cabeça, resignado e decidi que ainda não estou preparado para a homossexualidade canina.