21 abril 2003

Desde o princípio, quando se pronunciaram as expectativas sobre este feriado, eu decidi que ficaria aqui por Porto Alegre mesmo. Viajando para serra, praia e o escambau, acabaria voltando mais cansado e com a sensação de não ter feito porcaria nenhuma. No final das contas, a melhor coisa foi ter passado estes dias em casa, colocando os trabalhos em dia, ouvindo música, lendo e realmente descansando e engordando ostensivamente à carga de muito chocolate. Amanhã o mundo começa, novamente e voltamos ao eixo. Dá para curtir está réstia de segunda, porque segunda-feira sempre é um dia bacana para não se fazer nada.