29 abril 2003

Eu já imaginei o dia em que os municípios decretariam feriado imediato nos dias de chuva que são um convite para o ócio produtivo ou não, no conforto do lar. Dias como os de hoje não são feitos para trabalhar com coisas que não sejam do seu imediato interesse. Gostaria de não gerar lucros para outrem em dias de chuva. Preferia simplesmente ficar em casa fazendo coisas com que eu me beneficiasse. Infelizmente a sociedade acha mais aprazível passar uma maior porcentagem do dia dentro de uma FIRMA do que dentro de casa juntos de quem realmente queremos ficar. A convivência forçada ainda dilacerará com os pilares da boa educação e produzirá maciças revoltas em que colegas de trabalho se espancarão devido ao desgaste acumulado no serviço de produção de lucros para outrem. Acho que eu deveria parar de pensar tanta besteira e sossegar meu rabo.