13 abril 2003

Tenho um pouco de medo. Acho que estou me tornando um maldito perito em comédias românticas. Se não é um vício enlouquecido, se eu realmente entro na sala de projeção para agradar à minha guria e ter uma noite de sábado romântica ou se eu estou procurando um filme para assistir inconseqüentemente, eu não sei. No final das contas, ao se começar a seqüência de clichês amorosos que se sucedem, não importando mais o filme - atualmente todos os lançamentos deste gênero têm pecado pelos mesmos lugares-comuns - , eu já tenho a noção exata do desenrolar da história, das bobas piadas e do charme engraçadinho da protagonista.

Fui assistir a "Como perder um homem em dez dias" mais pela presença de Kate Hudson, para falar a verdade. Depois que a vi no excelente "Quase Famosos" me encantei com aquela loirinha e agora tudo o que ela faz eu vou conferir sem grandes preocupações de seqüelas futuras para a minha vida. É verdade é que não me arrisquei a assistir a "Dr. T e as mulheres", porque tá para existir ator mais canastra que o Richard Gere, mas desta vez suplantei a canastrice ainda maior de Matthew McConaughey e prestei atenção somente à gracinha da Kate Hudson.

O desempenho dela acabou me supreendendo, porque é bem difícil [que o diga Sandra Bullock!] não se parecer com uma imitadora de Julia Roberts, neste gênero difícil de se fazer grandes atuações e onde todas são constantemente comparadas com superestimada Julia Roberts. Mas Kate tem o talento para coisa. Engraçada e encantadora são as qualidades que se esperam de uma atriz neste tipo de comédia, e ela consegue se dar bem no terreno. Descontado, é claro, o enredo absolutamente fútil e baseado naquele detestável universo do glamour que permeia todos os filmes deste gênero, dá para se deixar enganar por alguns minutos e levar-se pela graciosa dublê de namorada insuportável e grudenta, desempenhada por Kate. Do seu antagonista não há o que falar, pois não é preciso mais do que a pose de romântico-canastra para segurar o papel de galã em comédias românticas, mas Kate faz valer o preço do ingresso.