21 maio 2003

Às vezes as coisas são mais fáceis do que parecem: consegui bater o recorde supremo de escrever o ensaio de Gonzo Jornalismo em um dia. Isto mesmo, um dia. Me encarnei num sábado inteiro, porque daquele dia não poderia passar. Me enveredei pelas fontes diversas e da quantidade absurda de material que tinha lido, e, às cinco horas da manhã de um portentoso domingo, lá estava minha obra, meus olhos inchados e minha pança enjoada de chocolate com café. Mas, no fim das contas valeu a pena: estruturei o pensamento para sofrer totalmente em um dia só e o resto foi só alegria.