16 junho 2003

Êia que tá lá na A Arte da Palavra, um continho deste amigo que vos escreve. O resultado não é dos melhores - o lance é que o texto é, originalmente, de uma peça de teatro que escrevi há tempos atrás. A adaptação pra conto se deu de uma forma deveras cachorreira, portanto. Mas foi o melhor que consegui. Tá lá, então.