30 julho 2003

Uma guria me escreveu, meio indignada, dizendo que eu privilegio em minhas críticas filmes repletos de gostosas e trato mal os filmes com atores masculinos. Tomou como exemplo o fato de eu ter criticado de uma maneira benéfica As Panteras, como visto logo aí abaixo. Não deve ter entendido nada do que eu escrevi. Parecia um tanto exageradamente séria e estressada, para falar a verdade, e quem bem sabe que seriedade não faz necessariamente parte absoluta de minhas abordagens, e eu não tenho compromisso algum com as obras que critico, além do de manifestar as minhas opiniões a respeito [e acho que todo crítico pensa assim, embora eu não me considere como tal]. Como exemplo dos filmes com atores que eu teria destratado cita Prenda-me se for Capaz e Carandiru! Grandes exemplos, hein, menina? O mesmo discurso insuflado contras as "besteiras" do cinema comercial norte-americado e aquele papo todo de quem se deleita em assistir a filmes de cineclube. O lance é dar mais risadinhas de canto de boca [hshshshs] e não se apegar com este desespero à questões de ordem tão estreita. Daqui a pouco vai ficar que nem o crítico-bochechinha-rosa amado pelo sbt.