26 agosto 2003

E eu, um sujeito que mal sabe a diferença entre uma sardinha e um atum, escrevendo sobre pescaria? Um sujeito cuja única noção de pescaria foi a captura de alguns pequenos lambaris pelas sangas de Bagé? Pois é. Por mais insólito que pareça, e mais estranho ainda do que isto foi ter me enlevado com o assunto, fazendo a leitura da pequena pérola do gênero Um Bobo em Cada Ponta, do crítico do Times, Robert Hughes. E, ainda, fazendo uma análise de tal pérola, para os néscios no assunto como eu, e também para os maiores entusiastas da pescaria - que poderão comprovar que textinho agradável e fluido que tem este cara. O caminho das cobras é lá no Digestivo Cultural, na minha coluna de hoje. Vai sem medo.