19 março 2004

Parece que os atuais artistas do mundo pop contribuem para uma nostálgica volta ao passado, ou definitivamente, os anos 80 são uma década que gerará infinitos revivals e produtos e subprodutos eternos, a trazer às nossas lembranças as bandas que embalaram, então os nossos dias. Uma penca de artistas daqueles idos volta embaladas ou em regravações [aquelas junções de saudade, sem nenhum objetivo comercial - hshshs -em que tudo o que se quer é relembrar a magia daquela áurea época]. Eles vêm em pelotão, aglutinados com a facilidade do DVD, em coletâneas que definitivamente serão sucesso de vendas. Nunca houve uma década musical que rendesse tanto quanto os anos 80. Dos excessos, ao romantismo, às primeiras batidas eletrônicas. O new romantic, o dance, a música house: todos tiveram os seus artistas de ponta, e são eles que voltam, sedentos de grana e do sucesso de então.

Duran Duran, pioneira com os videoclipes elaboradíssimos, com enredo e diversas referências é uma das bandas que aparece com um DVD [Greatest], contendo 21 clipes e passando por seus mais diferentes períodos. A banda que embalou reuniões dançantes do som de baladas como Come Undone refez sua formação original e vai gravar o 11º álbum de estúdio, que deve sair em maio. E, lógico, depois vem turnê e tchã-nã-nã.

O Simple Minds, sucesso pela canção do cult O Clube dos Cinco [The Breakfest Club, 1985], Don't you (Forget About me) também solta o seu disquinho com 26 clipes, o duplo Seen The Lights.

Na praia dos tunt-tunts, os Pet Shop Boys e o famigerado Erasure. O primeiro tá lançando PopArt - The Videos, em que agrupa nada menos que 41 videoclipes remasterizados e mais entrevista com os teatrais Chris Lowe e Neil Tennant. Na cola, o Erasure ["Oh L'Amour...."], com uma penca de hits vem com Hits! The Very Best of Erasure - The Videos, com vídeos diversos, apresentações para tv, shows, entrevistas e quetais. Com certeza, para satisfazer uma carrada de fãs, já que os cara tiveram 11 canções no Top 10 Britânico.

E, finalmente, mas não menos importante, as tias fofinhas que não podiam faltar. Como já anunciado aqui [com direito a capinha e tudo...], Roland Orzabal voltou a se reunir com Curth Smith, e os cara ressuscitaram o Tears for Fears, gravando um novo cd que deve pintar em abril: Everybody Loves a Happy Ending. Para mim, um fã de pérolas como Advice for the young at heart, The Seeds of Love, Everybody wants to rule the world, entre outras, um prato cheio.