26 janeiro 2005

Sempre é bom dar satisfação para os leitores que passeiam por aqui. Que devem olhar esta crítica ao Meu tio Matou um Cara e pensar: "Mas não há mais nada de bom a se contar?". Bom, com certeza há. Mas como eu entrei de férias na empresa, estou dando uma dedicação toda especial ao meu Ponto de Fuga - é, o nome mudou, nada mais de Final de Festa. Mas continua sendo romance e minha empolgação continua em crescendo à medida que vou escrevendo. Mas é certo que continuo vendo filmes, lendo livros entre outras coisas mais.

Como me abasteci de um farnel de Paul Auster [O livro das Ilusões, Da mão para a boca], Rubem Fonseca [E no meio do mundo prostituto só amores guardei ao meu charuto, A confraria dos Espadas], Philip Roth [Lição de Anatomia], entre outros, e mais os filmes que com certeza vou assistir por estes dias no cinema, em breve tem comentários novos por aqui.

Em breve.