23 novembro 2008

Razão para amar a Internet

Sim, Hank Moody é um rascunho de Charles Bukowski, ou simplesmente o rascunho do estereótipo do escritor, que comumente, é convencional achar cool: beberrão, desbocado e autor de livros que parecem misturar sua vida - repleta de aventuras sexuais na ensolarada California - com algo qualquer de ficção. Apesar de tudo isto, Californication, a série protagonizada por David Duchovny, é uma das melhores da nova safra televisiva.

Com uma curta primeira temporada, que acabou mais ou menos no meio deste ano e que passava na Warner, aguardei pacientemente pela segunda. Como a coisa estava demorando mais do que devia, descobri que a Warner, graciosamente, cancelou a apresentação da série. Fato informado em um dos fóruns da série, no Orkut, que agrega uma porção de fãs. E foi em um destes fóruns que fui direcionado para diversos links onde é possível fazer download dos episódios da nova temporada, que já estreou nos Estados Unidos e, ao que parece, não tem previsão de estréia no Brasil, já que está sem pai nem mãe. Então, foi o que fiz: download de todos os primeiros episódios para poder assistir a uma série que gosto e que (legalmente?) não teria acesso se não fosse a maravilha da internet, com sua corrente de usuários neste processo de autocolaboração tão saudável quanto orgânico, prático e que, com certeza, modificará, para todo o sempre, toda a engrenagem da indústria do entretenimento.